sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Valorize seu corpo com a bolsa certa



Não há no mundo mulher que resista a uma bolsa?  Pequenas, com alças, coloridas, estruturadas, a peça está entre os acessórios mais queridos do guarda roupa feminino junto com os sapatos.  Entretanto, a escolha de um modelo adequado deve levar em consideração não apenas sua personalidade, seu estilo, como também o seu biótipo de corpo.



A bolsa certa tem o poder de valorizar seus pontos fortes ou disfarçar as imperfeições, dando a impressão de estar mais magra, por exemplo. Eis aqui algumas dicas para facilitar o uso desse acessório indispensável no seu dia a dia.
                             

Pra mulheres de seios grandes é importante desviar a atenção desta região e os modelos tipo carteira ou aquelas que terminam logo acima do quadril são os melhores. Evite as max bolsas, ou colocar a carteira embaixo do braço, pois isso aumenta o volume dos seios.


          

As mulheres altas podem usar quase qualquer tipo de bolsa, evitando as menores com o intuito de não evidenciar uma certa desproporção.   As cores estão liberadas, e isso é uma baita vantagem. Todavia, se estiver acima do peso é preciso tomar muito cuidado com modelos de bolsas pequenas, pois elas podem passar a impressão de que a mulher é mais gordinha do que realmente está. Prefira modelos grandes, largos e bem estruturados, além de que eles ajudam a dar um aspecto alongado à silhueta.



As baixinhas devem optar por bolsas menores, mas se você é baixinha e gosta dos modelos grandes, a bolsa deve ter no máximo 30 centímetros de altura e 40 de largura, para não vai ficar desproporcional.  Evite alças muito longas para não achatar a silhueta.
                          


As mulheres magras, desprovidas de curvas podem usar as bolsas para dar um aspecto ilusório de curvas.  Opte por modelos largos e bem estruturados.  Caso goste de bolsas pequenas, pode usá-las, desde que fiquem acima da cintura.

              



Atenção a um detalhe precioso: combinar bolsa, sapato e cinto da mesma cor é coisa demodê. O importante é harmonizar os tons e os estilos das peças.  Para não errar e ficar mais moderninha a ordem é fazer combinações criativas. A ideia é que as cores conversem entre si.






Nenhum comentário:

Postar um comentário