terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Puxando pelo colarinho: os segredos da camisa masculina



A camisa é considerada peça-chave do guarda roupa masculino.  Não importa se for para trabalhar, passear ou fazer uma entrevista, sempre haverá uma ocasião para usá-la.  Para não errar na hora de escolher essa peça tão especial, vale se atentar em algumas dicas.

Divulgação

Para comprar uma camisa com as medidas corretas, é preciso considerar vários pontos como o tamanho, medidas das mangas e gola também são muito importantes.


punho da camisa ideal deve ter cinco cm a mais que a medida exata do seu punho. Existem vários modelos, desde o simples (com um botão), simples com botão extra de ajuste, simples com dois botões, assim como os duplos com botão ou com caseado para abotoaduras.


Repare se os ombros da camisa estão proporcionais ao seu corpo. Uma dica para saber onde termina seu ombro é apalpar com a mão seu ombro até sentir aquele osso, quase na ligação onde começa seu braço.
 

     

Solte o botão do punho da camisa, estique o braço e repare no comprimento da manga da sua camisa. O ideal é que o punho esteja uns 2 ou 3 cm abaixo do seu pulso (com as mãos fechadas).  A manga ideal tem de ser comprida o suficiente para vestir bem, mesmo quando o braço está dobrado.
 

Agora, um detalhe que faz toda a diferença é saber usar o colarinho certo.  Opte pelo colarinho adequado ao seu formato de rosto e na medida certa do seu pescoço. O ideal é que esteja com um dedo de folga para não apertar muito e nem deixar muita sobra caso seja usado com gravata.

As variações em torno do colarinho são muitas, mas a regra é simples: se você tem rosto redondo, opte por colarinhos mais pontudos. Rosto fino pede colarinhos mais abertos. Para o formato quadrado, um colarinho tradicional tipo inglês é o ideal.

O colarinho também define o tipo de nó da gravata: quanto mais aberto o colarinho, maior o nó e vice-versa. Preste atenção também ao usar uma camisa sem gravata: o colarinho deve ser firme, mas nunca ficar muito duro, com aspecto de engomado. Na hora da compra, diga que quer um modelo para usar com e sem gravata.

Tipos de colarinhos:
Colarinho italiano: É o mais fácil de ser identificado pois suas pontas são curtas e bem abertas, favorecendo os nós de gravata  mais volumosos como o Windsor ou o Half Windsor.  Combina com rostos redondos, pois, é um pouco mais curto.   Este tipo de colarinho fica melhor com ternos escuros.

                         

Colarinho americano ou Button Down

Caracteriza-se pelo abotoamento na ponta das golas. Este colarinho pede nós de gravata pequenos e looks menos formais,
favorecendo homens com rosto e pescoço grandes.  rostos pequenos.  A melhor combinação é com gravata mais fina e de preferencia lisa.






        


Colarinho Curto
É super moderno e combina com todos os tipos de homens, com exceção dos gordinhos pois deixa o pescoço ainda mais curto. Fica ótimo com gravatas de modelagem "slim".  Se você está um pouco acima do peso, evite ou use o modelo sem gravata.



                            


Colarinho Inglês

O colarinho inglês é mais alongado e pontiagudo, com as pontas mais fechadas. Fica muito bem sem gravata, com terno slim fit ou 2 botões. Se usar com gravata, é preferível que seja um nó maior, no entanto, sem volume, como o Half Windsor. Essa é uma opção de colarinho que pode ser bem usada por homens com rosto mais redondo e pescoço curto, pois ajuda a alongar.




Colarinho Francês

Chamado de básico é o mais popular porque combina com todos os tipos de nó de gravata e de rostos também.  Normalmente é o que está presente nas camisas de lojas de departamento por ser o mais flexível, podendo ser usado em diversas situações.





A ponta do colarinho deve sempre tocar a camisa, para não dar a impressão que a pessoa vai voar, ou de que o colarinho está estrangulando.

Ao vestir a camisa deve haver espaço suficiente para que se corra com o dedo pelo colarinho, pois um colarinho muito justo ao pescoço pode ficar apertado depois da lavagem, comprometendo o conforto e a elegância do look.
- Em ternos escuros, prefira o colarinho italiano ou o inglês.

- Rosto fino fica bem em colarinho mais aberto e os outros tipo de face nos mais pontudos.


certo-e-errado-gola2

Preste atenção na posição do colarinho em relação a lapela.  Ele será curto se estiver coberto na parte de trás pelo colarinho de um bom paletó. 

camisa-5 comousar


Se a ponta do colarinho da camisa não é coberta pela lapela do paletó é porque o colarinho não tem um corte perfeito. A relação mais harmoniosa entre colarinho, gravata e paletó é perturbada quando um pedaço de tecido entre um e outro fica aparente. É óbvio que esse tipo de problema raramente ocorre com paletós de abotoamento duplo ou quando ele tem corte feito sob medida. Ponta do colarinho coberta pelo paletó é sempre elegante.





Agora ficou mais fácil desvendar os segredos da camisa masculina.  Espero que aproveitem essas dicas no dia-a-dia.  Se tiver dúvidas, deixe seu comentário e até o próximo post.

2 comentários:

  1. Muito bom e interessante! Quando se tratar de homens de colarinho branco estas dicas são fundamentais!

    ResponderExcluir